Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2014

Links Literários

Imagem
O Ornitorrinco e a agente literária: O autor J. P Cuenca responde a um artigo da própria Folha que diz que o autor brasileiro quer mesmo é ter sucesso no exterior. Minha opinião? Isso não tem nada de errado. Dai aos leitores o que eles querem ler, onde quer que eles estejam. Meu blog sobre cinema, por exemplo, tem mais leituras e comentários quando participo de blogagens coletivas no exterior. Às vezes é o público local que não dá valor a seu autor. http://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2014/03/1422111-o-ornitorrinco-e-a-agente-literaria.shtml
O que é conto? Se você, enquanto aluno de Ensino Fundamental ou mesmo escritor se inscrevendo para um concurso, ficou em dúvida sobre a diferença entre conto e crônica, este texto pode lhe ajudar. Ou atrapalhar mais ainda. http://www.andross.com.br/conto.php
A odisseia da autopublicação: Pare o que você estiver fazendo e leia isto. É o texto mais esclarecedor sobre autopublicação que eu já vi. http://www.manualdousuario.net/autopublicacao-ebook-bra…

É hora da TAG!

Imagem
Epa, mais uma TAG? Pois é. As TAGs são ótimas para conhecer mais um pouco sobre quem escreve, e esta aqui veio da Aline do blog Leituras, Vidas e Paixões. Para ler as respostas dela, clique AQUI.
Agora é a minha vez!
1. Desde quando você criou sua paixão por livros? Aprendi a ler sozinha, e nunca parei. Lia gibis e livrinhos infantis repetidas vezes, até decorar as histórias e saber o que estava em cada página, memorizando o texto e as figuras! A escola não me influenciou muito, porque eu já era leitora. Embora eu não sei se é certo dizer “você criou sua paixão por livros”, eu acredito que ela não é uma paixão que só tem quem nasce com ela. Gostar de ler também se aprende.
2. O que te levou a criar o blog? Eu sempre tive blogs, mas só fui conhecer um pouco de sucesso com meu blog sobre filmes antigos, o Crítica Retrô. Quando percebi que um escritor depende muito da bondade de estranhos, ou seja, que não pode contar apenas com as pessoas que conhece pessoalmente para comprar seus livros, pe…

"Livros deveriam ser de graça"

Imagem
Vi esta frase em um post do We Heart It, site para imagens fofas. Fiquei indignada. Para os leitores, óbvio, livros de graça seriam uma bênção dos céus. Mas e para o outro lado da linha de produção literária? Para nós, escritores, livros de graça seriam a falência eterna. Não que eu concorde com o preço atual dos livros. Deixe-me explicar.
Vivemos em uma sociedade em que praticamente nada é de graça. Porque há sempre muitas pessoas a serem sustentadas que colaboram com cada etapa da produção de algum bem ou realização de algum serviço. Mas o grande vilão de tudo no Brasil, o imposto, não é cobrado em material nenhum para a produção do livro. Nem para a importação de livros. Mas, o principal motivo pelo qual eu não publiquei meu livro por uma proposta tentadora foi que, sendo impresso em Portugal, ele chegaria aqui com um preço absurdo. Mas a importação não era sem impostos? E adiantaria discutir com alguma dessas livrarias gigantes por aí? (Ah, os livros no Brasil são livres de imposto…

Resenha: Tempo de Cerejas, de Camille Thomaz Labanca

Imagem
Sabe a campanha de valorização do autor nacional? Pois bem, a autora da novela de hoje é uma autora nacional que valoriza o autor nacional! Ficou confuso? Deixe-me explicar.
Camille Thomaz Labanca, além de ser escritora, é colunista no Vá Ler um Livro, da MTV, e idealizadora do projeto Beletristas, com tudo o que você pode imaginar para divulgar os novos lançamentos da literatura. Camille tem um livro físico publicado, “Imaginário Feminino”, de 2012, e vários contos avulsos.

“Tempo de Cerejas” é uma novela que pode ser incluída no gênero Young Adult. A protagonista, Melissa, está começando a faculdade. Ela teve apenas uma experiência sexual, aos 15 anos, e esta primeira vez foi muito desagradável, a ponto de deixar Melissa, que ainda não estava segura sobre o sexo, com um grande trauma. Trauma que vai atrapalhá-la ainda mais quando Melissa é apresentada a Lucas, um verdadeiro príncipe encantado, ou, pelo menos, um personagem que é um grande exemplo de cavalheirismo.
A novela é ideal para…