TAG – Seu nome na estante

Foi a Monica, idealizadora do Culturação, que fez este desenho MARA
Uma proposta muito legal do projeto Culturação para o mês de maio foi a TAG Seu nome na estante. Basta escolher um livro cujo título comece com cada letra do seu nome, e apontar os pontos fortes e/ou fracos de cada livro. É mais simples do que parece.
Meu nome é Letícia, então minha estante ficou assim:
Livro das Fadas de Natal, de Betty Bib: Parece um livro fofo de criança. Mas só parece. É fofo, sim, e ideal para ler na correria de final de ano, quando um livro mais complexo não é a opção para descansar seu cérebro. Com este livro aprendi a voltar a ver magia no mundo, e foi a primeira vez em anos que li um livro com figuras!

Esaú e Jacó, de Machado de Assis: Não dá para apontar pontos fracos neste livro porque ele não os tem. Esaú e Jacó parece ser apenas uma história de irmãos gêmeos, muito diferentes, apaixonados pela mesma garota, mas é na verdade uma alegoria sobre o Brasil logo após a proclamação da República. Preciso dizer mais? Machado, seu gênio!

Tio Petros e a Conjectura de Goldbach, de Apostolos Doxiadis: O que seria de mim se não fosse filha de uma professora de matemática? Mesmo não trabalhando diretamente com números, a matemática faz parte da minha vida. E este romance mostra que nem sempre a ciência exata precisa ser maçante e cansativa. A resenha completa pode ser lida AQUI.

Ilíada, de Homero: Lida pela primeira vez como adaptação da Ruth Rocha, acabei voltando a me encontrar com a Ilíada, agora a “original” (mas não em grego, claro) em um curso online. Foi mais fácil do que eu imaginava. E a história, a jornada do herói, é mais moderna do que você deve estar imaginando.

Corações Partidos, de Luiz Antonio Aguiar: Este foi o primeiro de uma série de livros que costuravam clássicos com histórias atuais. Lembro-me de que era um livro longo, e fiquei lendo-o até bem tarde para acabar. Mas foi com ele que percebi que a obra de José de Alencar é ainda atual, e isso nos leva ao próximo livro...

Iracema, de José de Alencar: Iracema não é, de maneira alguma, meu livro favorito do autor. Tenho críticas às obras mais açucaradas dele, e torço o nariz para um ou outro elemento de Iracema, que são produtos do tempo em que foi escrito, mas muito retrógrados quando lidos hoje. Foi leitura obrigatória de vestibular, e pode até ser uma linda história de amor proibido e da origem do brasileiro mas... ainda prefiro a Pocahontas.

Antologia Poética, de Vinícius de Moraes: Não é comum ler poesia na escola. E também não é comum ler poesia para a maioria dos leitores. Mas ela nos permite algo que foge do óbvio e do obrigatório: ler aos poucos, um poema por dia, talvez fora de ordem. Ler poesia assim é muito mais gostoso.


Comentários

  1. Olá Leticia,
    Em breve também farei esta TAG no meu blog. Também estou no projeto Culturação e vim aqui ver suas escolhas.
    Dois livros que você citou já fizeram parte da minha vida literária: Iracema e Esau e Jaco.
    O primeiro eu li para a universidade, não gostei confesso. Mas, enfim né.
    E Esau e Jaco, era leitura obrigatória de vestibular aqui em Belém-Pará. E vou dizer que tenho um problema com Machado de Assis. Ai podes pensar, você não gosta de literatura brasileira? Simplesmente amo, mas José e Machado, apesar de reconhecer, é claro, a importância deles, são os que menos consigo gostar.
    Mas, fiquei muito interessado, no livro de natal que citou, ainda não tinha ouvido falar dele.
    E em breve vou começar a ler a "Antologia poética" do vinicius de Morais.

    Muito bom!
    Valeu!

    Jônatas Amaral
    alma-critica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Embora seja fã da escrita de Machado, ainda não tive vontade de ler "Esaú e Jacó", porém, diante o que você disse, vou dar uma chance...
    Não conhecia o livro das fadas de natal, mas com certeza irei procurar. Parece ser mesmo muito lindinho!
    Adorei suas escolhas. Muito brasileiras, lindo quando nos apaixonamos por obras nacionais.
    Parabéns pelo post!
    Mil beijokas :* entreumlivroe-outro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, Letícia
    Parabéns por suas escolhas, adorei ver a literatura clássica nacional sendo indicada.
    Gosto de Machado, aliás ele é mais atual do que se imagina por aí, quem apenas conhece sua Capitu, mal sabe que o autor já escrevia romances dramáticos desde 18 e bolinhas.
    José de Alencar é meu ídolo, embora Iracema não seja meu livro favorito dele sou apaixonada por Senhora e Cinco Minutos...
    Não sou fã de poesia, mas Vinícius é mestre.
    Ah muito tempo eu não via uma indicação de livros tão boa.
    bjs
    Luana
    http://blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Letícia, adorei a tag e os livros da sua escolha me surpreenderam... Parabéns! Bjs

    http://www.leiturasecomidinhas.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Fiquei super curiosa e parece-me que vou adicionar às minhas Crónicas de uma Leitora Compulsiva :D a lista está a ficar cada vez maior lol
    Beijinhos,
    O meu reino da noite ~ facebook ~ bloglovin'

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Blogagem coletiva: 5 coisas que eu quis ser

Culturação: Cupido Literário

Resenha: Morada das Lembranças, de Daniella Bauer