Projeto BLC: Uma Páscoa Especial

Quem nunca sofreu com a morte de um personagem literário? Quem nunca sentiu as lágrimas rolando quando o queridinho do livro todo dava seu último suspiro? A verdade é que vários bons personagens morrem, e muitos autores gostam de infligir esta tortura em seus leitores. Mas e se, uma vez só, os leitores mandassem no desfecho da obra? E se os leitores pudessem salvar seus personagens favoritos? Foi isso que o Projeto Blogagem Literária Coletiva de Abril sugeriu!

UMA PÁSCOA ESPECIAL...

Todos sabem que Abril é o mês que comemoramos a Páscoa e que esta data representa a ressurreição de Cristo, não é? Aproveitando esta data comemorativa, decidimos homenagear essa época tão especial e ao mesmo tempo entregar a vocês um presente mais gostoso que chocolate.
Sendo assim, imagine que você possui o dom da ressurreição literária. Mas este dom é limitado, você só pode escolher três personagens para ressuscitar.
Esta é sua oportunidade de trazer de volta aqueles personagens que quando morreram levaram junto um pouco de você. Quais seriam estes personagens e quais motivos levaram você a escolhê-los?
Então pessoal, vamos tirar os lencinhos dos bolsos e aproveitar essa chance para trazer nossos personagens queridos de volta às suas respectivas histórias!

Obviamente, esta postagem vai conter spoilers... continue por sua conta e risco!

Renée, “A Elegância do Ouriço”, Muriel Barbery: Sim, eu sei que foi um gesto muito, muito nobre tentar salvar o mendigo Gegene de um atropelamento. Algumas vezes os livros se tornam mais bonitos com a morte do protagonista ao final, mas fiquei imaginando como tudo teria sido: a vida de Renée estava finalmente entrando nos eixos, com sua forte amizade com a menina Paloma e o relacionamento com o culto vizinho Ozu. Um final agridoce que eu gostaria de mudar.

Pôster do filme baseado no livro
Romeu, “Romeu e Julieta”, de William Shakespeare: Quando você finalmente toma contato com a obra por trás da lenda romântica, você percebe que o culpado pelo final trágico do casal foi o Frei Lourenço, que não conseguiu dar o recado de Julieta para Romeu (em tempos de WhatsApp, nada disso teria acontecido). Eu daria um jeito de fazer o plano chegar até Romeu, que saberia assim que Julieta não estava morta de verdade. E, pense bem: quando Julieta acordasse, seu amado estaria bem ali ao lado dela, então ela também não morreria! Ressurreição literária dois em um! E os dois viveriam felizes para sempre.



Rudy Steiner, “A menina que roubava livros”, de Markus Zusak: Ao final, a rua onde Liesel mora é atingida por um bombardeio no meio da noite. Ela sobrevive, mas seus pais e vizinhos morrem. Entendo a força que tem a morte dos pais e a destruição do porão de Liesel, todo decorado com palavras na parede. Mas Rudy precisava mesmo morrer? Acredito que não. Ele poderia sobreviver e se tornar, além de namorado / esposo de Liesel, um campeão olímpico... ou um caçador de nazistas!


Lembrando que o projeto BLC – Blogagem Literária Coletiva foi idealizado pela Monika Andreotti do blog Monykisses, a Juh Fogaça do blog Chá & Livros e a Carol dos Santos do blog Diário de uma Livromaníaca. Faça uma visita à página do Facebook do Projeto BLC!

Comentários

  1. Letícia, eu AMO o Rudy e chorei uma enchente inteira quando li o livro e outra quando vi o filme. Ele é (era) é de novo graças a você, tão fofo!
    Adorei você ter citado Romeu e Julieta, mas se você ressuscitar Romeu, o que será dele sem Julieta?
    E não conheço a Renée pra falar mais sobre ela... :'(
    Ótimas escolhas, muito bom.
    Um beijo!
    Blog Monykisses
    Blog Os Literatos

    ResponderExcluir
  2. OI LÊ!
    Adorei os seus finais alternativos para os livros e morri de rir com a mensagem de celular da Julieta. Certeza que ela tem um Claro, certeza hahahha
    Enfim, voltando ao post, eu não li, nem vi A menina que Roubava livros, mas sei como acaba (malditos spoilers alheios) e gostei da maneira como você recolocou tudo na história!
    Adorei essa postagem coletiva!!
    Beijos

    LuMartinho

    ResponderExcluir
  3. Olha, sinceramente eu nunca chorei ... mas, que eu FICO P*&¨ da vida quando o personagem que eu mais gosto morre, aaah como eu fico - as vezes da vontade de simplesmente parar de ler, mas ... claro, não faço.

    (500) Days of Crap.
    http://500daysofcrap.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Também acho que Rudy não merecia o fim que teve!
    Apesar disso, ainda acho tenho o livro como um dos meus favoritos.

    Um Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Quem não fica super chateado quando o personagem preferido morre?? eu fico chateadissima!


    Adorei o post!
    beijos:*
    http://pequeninita.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. adorie essa ideia e o meu post iria ficar meio que infinito de tantos que eu gostaria de salvar.
    http://blogradioactive.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Fiquei mega triste com a morte do Rudy, ele era um lindo <3

    http://luxuosoestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Amei você ter escolhido ressuscitar o Romeu, tudo seria mais perfeito sem aquela morte desnecessária hehe
    Os outros livros ainda não li, mesmo tendo A menina que roubava livros em casa hehehe
    bjs

    Blog As aventuras da Ana

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Blogagem coletiva: 5 coisas que eu quis ser

Resenha: Morada das Lembranças, de Daniella Bauer

Quiz: qual personagem você é?